Dia Mundial do Combate ao Câncer 2021

Dia Mundial de Combate ao Câncer foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que organizações ao redor do planeta se reúnam em prol da prevenção dos vários tipos de câncer, além de dar força aos pacientes que lutam contra esta doença. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), que usou como base para a construção dos indicadores os números provenientes dos Registros de Câncer e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM/MS), no Brasil, apenas em 2020, foram estimados mais de 620 mil novos casos. A data tem como objetivo conscientizar a população mundial sobre os cuidados de prevenção da 2ª doença que mais mata pessoas em todo o mundo.

As causas para o surgimento do câncer podem ser as mais variadas possíveis, desde motivos externos – como o ambiente, costume ou hábitos que o indivíduo possui – até fatores internos, como características geneticamente predeterminadas.

No Brasil, o câncer, também conhecido por neoplasia, é considerada a segunda doença que mais mata, em especial o câncer de pele. O principal objetivo do Dia Mundial do Combate ao Câncer é informar as pessoas sobre a importância de consultar sempre médicos e estar atento à saúde, para evitar o crescimento dessa doença.

De acordo com o INCA, os tipos de câncer que mais atacam os brasileiros são:

  • câncer de pele;
  • câncer de próstata;
  • câncer de mama;
  • câncer de cólon e reto;
  • câncer de pulmão;
  • câncer de estômago;

O Ministério da Saúde alerta ainda para a importância de uma dieta variada e equilibrada e o consumo frutas, legumes, verduras e cereais integrais, alimentos importantes que ajudam na prevenção da doença. Assim como a prática de exercícios físicos, seja fazendo caminhadas ou aulas de dança, trocando o elevador pelas escadas ou mesmo cuidando da casa ou do jardim. Esses dois hábitos também contribuem para evitar um fator de risco importante para o câncer: a obesidade.

Parar de fumar (ou nem começar) é outro fator primordial na prevenção do câncer parar de fumar. O fumo libera mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas no organismo e isso faz com esse hábito seja um fator de risco para o câncer na cavidade oral, laringe, faringe, esôfago e mama. Você também deve evitar a ingestão de bebidas alcoólicas – o consumo dessas substâncias, em qualquer quantidade, aumenta o risco de desenvolver câncer. Se você misturar bebidas com cigarro, as chances de o câncer aparecer são maiores ainda.

Mulheres devem ter cuidados especiais para prevenir o câncer

Para elas, valem alguns cuidados a mais na prevenção de cânceres ginecológicos:

Câncer de colo de útero – a vacinação de meninas de 9 a 13 anos contra o HPV e a realização periódica do exame Papanicolau são as estratégias indicadas.

Câncer de ovário – exemplos de práticas que podem ser usadas, desde que com orientação e indicação médica, são o uso de anticoncepcionais orais e as cirurgias ginecológicas (laqueadura tubária e histerectomia).

Câncer de mama – não pode ser prevenido, mas é possível diagnosticá-lo precocemente. Para isso, é recomendável que a mulher se consulte regularmente com seu ginecologista e esteja atenta a qualquer alteração nas mamas. Além disso, mulheres acima dos 40 anos devem realizar a mamografia periodicamente. Para as mais jovens, o ginecologista pode utilizar de outros exames para avaliar a saúde das mamas.

Fonte: Instituto Nacional do Câncer/MS

Acesse aqui a estimativa de casos novos por Região

 

TAGS

CÂNCER  SAÚDE  MINISTÉRIO DA SAÚDE  DIETA 

compartilhe