No Curso de Medicina Ocupacional você aprenderá técnicas de primeiros socorros, medidas de segurança e seus aspectos legais. Condutas adequadas em caso de acidentes em ambientes de trabalho e ambientes domésticos, bem como, prevenção e controle de doenças.

Conteúdo detalhado


  • UNIDADE I – PRIMEIROS SOCORROS
    • Conceito
    • Medidas de segurança
    • Aspectos legais
  • UNIDADE II – CONDUTAS ADEQUADAS – Seção 1
    • Estado de choque
    • Vertigens e desmaios
    • Convulsões
    • Ferimentos e hemorragias
    • Entorses, luxações e fraturas
    • Queimaduras
  • UNIDADE III – CONDUTAS ADEQUADAS – Seção 2
    • Ressuscitação cardiopulmonar
    • Corpos estranhos
    • Intoxicação ou envenenamento
    • Acidentes com animal raivoso e com animal peçonhento
    • Afogamentos
  • UNIDADE IV – PREVENÇÃO E CONTROLE DE DOENÇAS
    • Conceito
    • Hipertensão arterial
    • Diabetes
  • Duração do curso

    45 horas

    Público-alvo

    Estudantes universitários, professores, profissionais do setor público e privado, comunidade em geral.

    Nível de dificuldade

    Básico

  • Curso Gratuito

Faça login para se inscrever neste curso

Primeiros socorros

Estrela da Vida, símbolo usado nas ambulâncias de emergência de diversos países para significar os seis estágios do socorro pré-hospitalar.

De acordo com a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, define-se os primeiros socorros como a prestação e assistência médica imediata a uma pessoa ou uma ferida até à chegada de ajuda profissional. Centra-se não só no dano físico ou de doença, mas também no atendimento inicial, incluindo o apoio psicológico para pessoas que sofrem emocionalmente devido a vivência ou testemunho de um evento traumático.

Diversas situações podem precisar de primeiros socorros. As situações mais comuns são atendimento de vítimas de acidentes automobilísticos, atropelamentos, incêndios, tumultos, afogamentos, catástrofes naturais, acidentes industriais, tiroteios ou atendimento de pessoas que passem mal: apoplexia (ataque cardíaco), ataques epilépticos, convulsões, etc. Tão importante quanto os próprios primeiros socorros é providenciar o atendimento especializado. Ao informar as autoridades, deve-se ser direto e preciso sobre as condições da(s) vítima(s) e o local da ocorrência; no caso dos países subdesenvolvidos da África deve-se também informar o número telefônico do socorrista, devido a alguns défices no sector da informática de localizações.

compartilhe